Natal, novo ano, novos desafios

Natal é tempo de pausa.

O ano aproxima-se do fim, há tarefas a concluir e espreitam os dias junto das famílias.
E é tempo de balanços: o que fizemos dos dias e o que poderíamos ter feito diferente; o que aprendemos e como isso nos fez crescer...
Natal é tempo de olhar em frente. Sim, depressa estaremos em 2022!
Enquanto se monta o presépio ou se aguarda o Pai Natal, já vamos pensando o que teremos de fazer para aproveitar ao máximo os próximos 365 dias em volta do sol.
Há incertezas que não se dissiparão, mas  também há coisas de que não abdicaremos, como, por exemplo, a nossa atenção a todos os utilizadores e a disponibilidade para os apoiar, fazendo da nossa Biblioteca um serviço de referência em prol de um Agrupamento cada vez melhor. Também o projeto Escrita em residência digital ganhará novas "asas" com a recém estabelecida parceria com a RE-WORD-IT, "DEBAQI", "PNC", "10 minutos a ler", "Vamos todos Ler+" estarão sempre na linha das nossas prioridades de atuação.
2022 promete, assim, ser um ano cheio de conquistas, saibamos nós aproveitar o tempo, ler e amar (e assim viver mais e melhor, como nos ensina Daniel Pennac).

Desejamos a toda a comunidade educativa umas Festas Felizes e um excelente Ano Novo!

_______

Rever "Natal Digital" (2020)

Centenário de Carlos de Oliveira - exposição fotográfica na BE

No âmbito das comemorações do Centenário de Carlos de Oliveira, o espaço da BE recebe, de 7  a 17 de dezembro, a Exposição Escrito com cal e com luz. Ensaio fotográfico sobre a poética de Carlos de Oliveira., com fotografia de Renato Roque e uma seleção de textos do escritor.
De modo a conferir vivacidade e dinamismo / interatividade a esta exposição, a Biblioteca Escolar solicitou a colaboração de professores de várias áreas disciplinares, assistentes operacionais, assistente técnica e  psicóloga escolar, no sentido de darem voz aos textos que acompanham cada fotografia. Os visitantes acedem a estes recursos áudio através de um código QR distinto que acompanha cada uma das 20 fotografias que compõem esta mostra.
Para partilha com a comunidade e registo para memória futura, preparámos um pequeno vídeo onde podem ser vistos os trabalhos expostos e as leituras (áudio) que os colaboradores realizaram:


A propósito deste trabalho, a BE lançou um desafio que consistia na identificação da pessoa que leu determinado texto (reconhecimento da voz). As três vencedoras do passatempo foram as professoras Adelaide Querido Jesus, Maria Cristina Maia e Edite Pina.

Carlos de Oliveira é uma figura incontornável e ímpar da literatura [vide Destaque PNL2027 - Autor do Mês ], com um vínculo muito forte à nossa região. Esta é uma oportunidade para todos - docentes, alunos e comunidade educativa - contactarem com a sua obra, tão inspirada no contexto da Gândara e que as fotografias magistralmente evocam. Ao longo deste ano letivo, estão previstas outras atividades em torno deste autor.

Pode, ver aqui, o álbum com fotografias da exposição, assim como algumas miniaturas das fotografias de Renato Roque.
Aceda, também, à versão áudio com os registos das vozes dos colaboradores.

Não deixe de visitar a Biblioteca!
------------
Exposição no Jornal " Diário de Coimbra", 9 de dezembro.

Direitos humanos - articulação (Cidadania com a BE)

Os direitos humanos são direitos inerentes a todos os seres humanos, independentemente da sua raça, sexo, nacionalidade, etnia, idioma, religião ou qualquer outra condição.
Os direitos humanos incluem o direito à vida e à liberdade, liberdade de opinião e expressão, o direito ao trabalho e à educação, entre outros.
Todos têm direito a estes direitos, sem discriminação.

Antecipando o Dia Internacional dos Direitos Humanos, assinalado a 10 de dezembro, a BE articulou com diversas docentes o trabalho de pesquisa, discussão e preparação de imagens, assim como a elaboração de frases, recorrendo ao fundo documental e equipamentos da biblioteca, respondendo, ainda, ao desafio lançado pela Biblioteca Municipal de Cantanhede (BMC)para a abordagem da problemática da violência sobre as mulheres e das diversas barreiras com que as pessoas com deficiência se deparam.
No âmbito desta articulação, as turmas 6.º A e 9.ºC, respetivamente, sob orientação das docentes Ana Luísa Melo e Adelaide Querido, forneceram elementos essenciais para que a BMC realizasse e difundisse um pequeno vídeo alusivo ao Dia Internacional pela Eliminação da Violência contra as Mulheres (ver no Facebook), publicado no dia 25 de novembro.
No mesmo contexto de colaboração entre docentes, BE e BMC, foi produzido e difundido um outro trabalho em vídeo, que contou com o envolvimento da turma 9.ºA e da docente Edite Pina, a propósito do Dia Internacional das Pessoas com Deficiência, que se assinalou a 3 de dezembro (ver no Facebook
Ainda na contexto da participação cívica para a promoção de uma sociedade mais humana, foi dinamizada uma atividade relativa à importância do voluntariado. A turma responsável - 6.º A, sob orientação da docente Ana Luísa Melo - trabalhou o tema em Cidadania e Desenvolvimento e produziu um vídeo para assinalar o Dia Internacional do Voluntariado (5 de dezembro) (ver no Youtube).
O trabalho realizado, durante o Primeiro Período, a propósito dos Direitos Humanos, culminou com a  exposição de um número muito significativo de trabalhos, que ocupou parte da Biblioteca e o espaço exterior à mesma. Esta atividade foi promovida pelas docentes Adelaide Querido e Fátima Gil com as turmas do 3.º CEB, tendo sido dado destaque, na BE e num conteúdo digital interativo (Thinglink) à biografia resumida de personalidades que se notabilizaram pelas suas ações em prol da conquista de direitos humanos fundamentais (liberdade, igualdade / não discriminação de qualquer espécie, paz, participação em eleições livres, ...). Esta exposição veio sublinhar, deste modo, a importância de se celebrar, anualmente, o Dia Internacional dos Direitos Humanos, sensibilizando toda a comunidade para o seu papel na construção de uma sociedade mais justa e digna para todos.

CINANIMA Vai às escolas - ler animação

Sob proposta do Plano Nacional de Cinema, a Biblioteca Escolar procedeu à inscrição do AE Gândara Mar na oferta fílmica de curta-metragem de animação oferecida pelo CINANIMA (Festival Internacional de Cinema de Animação de Espinho, ), de modo a proporcionar a todas as turmas, do pré-escolar ao ensino secundário, uma experiência cultural distinta, de contactar com cinema de animação de autor, com qualidade artística e de produção, maioritariamente, europeia.

De 8 a 12 de novembro, as várias escolas e níveis de ensino tiveram a oportunidade de assistir às curtas metragens que constavam dos três programas à escolha, em sala de aula , polivalente da EB1/ JI da Tocha ou no espaço da BE e explorar algumas das , tendo-se, ainda, nas turmas de 2.º CEB, procedido à criação de brinquedos óticos (taumatrópio e folioscópio), com o apoio das respetivas docentes de Educação Especial e Educação Visual.

Tendo em conta a auscultação realizada junto dos docentes que aderiram a esta proposta, os alunos manifestaram interesse e entusiasmo, revelando, de forma generalizada, vontade de participar em futuras experiências desta natureza.

Tratou-se, assim, de uma atividade cultural diferente, pretexto para ver/apreciar, ler/interpretar e falar sobre cinema e temáticas diversas suscitadas pelas curtas metragens.

Ver álbum digital com registos de diversas sessões / trabalho realizado.

AE Gândara Mar - "Cinema Vai à Escola" em números:

Escolas aderentes:
JI Tocha, EB1 Tocha, EB1 Sanguinheira e EBS João Garcia Bacelar

Sessões realizadas e número de espectadores por Programa:

Programa 1: Pré-escolar e 1.º CEB - 8 sessões / 132 espectadores

Programa 2: 2.º e 3.º CEB - 8 sessões / 112 espectadores

Programa 3: Ensino Secundário - 1 sessão / 25 espectadores 

----

Avaliação (área reservada)

Mês Internacional da Biblioteca Escolar

Outubro trouxe até nós, mais uma vez, a celebração do Mês Internacional da Biblioteca Escolar (MIBE).
Este ano, com o tema “Contos de fadas e contos tradicionais de todo o mundo”, sugerido pela Rede de Bibliotecas Escolares a partir da proposta da Conferência da IASL de 2021 “Uma rica tapeçaria de prática e pesquisa ao redor do mundo.”, quisemos dar destaque a obras que remetem para o imaginário, ao mesmo tempo que aproveitamos para realçar o carater multidisciplinar, multimodal e multifuncional da Biblioteca Escolar.
Neste âmbito, tiveram lugar visitas guiadas de todas as turmas do 1.º CEB, 2.º CEB e 3.º CEB, (17 no total), que frequentam a escola sede do AE, ao espaço da BE. Regras, medidas de segurança, procedimentos de empréstimo e acesso à coleção (CDU, diversidade de temáticas existentes, apoio ao currículo e de leitura autónoma / por prazer) foram aspetos abordados em todas as sessões de formação de utilizadores. Diversas turmas aproveitaram o ensejo para fazer a requisição de livros para lerem no na iniciativa "10 Minutos a Ler".
Complementarmente, foi feita a divulgação dos projetos e da presença em linha da BE, com destaque para o Instagram do Projeto aLer+ "Vamos todos Ler+".






Ao encontro da magia e do encanto, dos sonhos e mistérios que habitam os livros, assim se preenche o tempo e o espaço que leva os pequenos leitores ao maravilhoso mundo da Biblioteca!
BE: degrau a degrau, todo um mundo a descobrir!


#mibe2021
#bibliotecaescolar
#rededebibliotecasescolares